INTRANET
Lembrar-me

O UNISIM foi criado em 1996 através de uma parceria da UNICAMP com a Petrobras e a FAPESP, com um convênio entre Universidade e Empresas do tipo PITE - Parceria para Inovação Tecnológica.

Em Agosto de 2019, o UNISIM completou 23 anos e teve como principais indicadores de produção, até este momento, os seguintes itens:

  • Formação de Recursos Humanos: 22 alunos de doutorado, 96 alunos de mestrado, 61 alunos de iniciação científica e trabalhos de graduação, 20 alunos de especialização, diversos alunos de graduação, como estagiários ligados a área de petróleo ou desenvolvimento de software e diversos pesquisadores colaboradores; hoje esses profissionais estão trabalhando na área de petróleo na Petrobras, Shell, Equinor, Repsol, CMG, Schlumberger, BG, Baker, GeoQuest, Unicamp, Halliburton e PESA.
  • Publicações: 132 artigos em revistas, 359 artigos em congressos;
  • Projetos de pesquisa: 52 projetos financiados, num total de mais de R$ 100 milhões;
  • Projetos ligados a bolsas de pesquisa: 132 projetos num total de mais de R$ 6 milhões; (Além das bolsas concedidas por órgãos de fomento e CEPETRO do curso de Ciências e Engenharia de Petróleo);
  • Software: Desenvolvimento de dois programas ligados ao desenvolvimento e gerenciamento de reservatórios e ao uso de simulação numérica de reservatórios: SEPIA, MERO, UNIPAR e STEP, além do Portal de Gerenciamento e Simulação de Reservatórios.
  • 1 Prêmio ANP de Inovação Tecnológica, 12 Prêmios no Student Paper Contest (1º lugar), 1 Prêmio de Excelência SPE Brasil, 1 Prêmio de Reconhecimento Acadêmico, 1 Prêmio Petrobras de Tecnologia, 1 Prêmio Jovem Profissional e 8 prêmios CEPETRO.
Nos 23 anos de existência, a produção técnico-científica do UNISIM foi decorrente da colaboração de vários professores da UNICAMP e Universidades parceiras, pesquisadores do UNISIM, alunos e equipe de informática, além do apoio técnico e administrativo do Centro de Estudos de Petróleo (CEPETRO), do Departamento de Enegeria (DE) da Divisão Engenharia de Petróleo (DEP), da Faculdade de Engenharia Mecânica (FEM) e da UNICAMP.

É importante citar também a contribuição dos parceiros da Petrobras através de reuniões, discussões técnicas, relatórios e publicações, além da oportunidade de contato com os inúmeros desafios ligados às áreas de pesquisa do grupo. A importância da Petrobras também se dá pela confiança no grupo demonstrada pelo contínuo e crescente suporte financeiro desde 1996, sendo a principal financiadora do grupo que contou ainda com importantes contribuições da FINEP, CNPq, FAPESP, ANP e CAPES.