INTRANET
WEBMAIL
WEBMAIL DEP
Exemplo de Caracterização Multiescalar
Exemplo de Caracterização Multiescalar

Os carbonatos acumulam aproximadamente metade dos volumes de óleo e gás natural existentes no mundo. O maior desafio para uma avaliação precisa das formações carbonáticas está relacionado à sua heterogeneidade multiescalar. Sistemas complexos envolvendo falhas, fraturas (em larga e pequena escala), vugs (comunicantes e não comunicantes), camadas de alta permeabilidade e grandes heterogeneidades verticais estão presentes nesses tipos de reservatório. A representação destas heterogeneidades típicas de reservatórios carbonáticos em modelos de simulação é ainda um assunto desafiador. O estudo de métodos robustos para diminuição do tempo computacional de simulação em reservatórios fraturados são igualmente desafios modernos no desenvolvimento de reservatórios carbonáticos do Pré-sal Brasileiro.

A linha de pesquisa de Integração com Caracterização de Reservatórios tem como objetivo aprofundar o desenvolvimento, aplicação e avaliação de metodologias para a integração de heterogeneidades críticas na simulação de reservatórios, desde a etapa de geomodelagem até validação em simulação de reservatórios, com foco no desenvolvimento de reservatórios carbonáticos. As principais metas da pesquisa são (1) estudar o impacto de representar as heterogeneidades multiescalares na simulação de escoamento, (2) estudar métodos de transferência de escala em reservatórios complexos, principalmente em reservatórios altamente fraturados, envolvendo mecanismos complexos de interação entre matriz e fratura, (3) realizar análise de incertezas de forma a estudar os parâmetros críticos no desenvolvimento de reservatórios carbonáticos naturalmente fraturados, (4) estudar modelos de simulação de escoamento em função das heterogeneidades críticas e incertezas envolvidas e (4) estudar parâmetros de controle numérico para diminuição do tempo computacional de simulação.